Qual o valor um site profissional?

Você está montando um negócio? Quer fazer sua marca crescer? Então, você já deve ter planejado montar um site profissional, ou desejando dar aquela atualizada, certo? Eu sei que você já se preocupou sobre o quanto custa. Leia abaixo e entenda sobre o o processo de criação e valores para desenvolver um site profissional.

Neste mercado é normal que a variação de preço seja enorme, assim como a qualidade do serviço. Irão encontrar desde profissionais autônomos, até grandes agências. Alguns pontos importantes que devem ser levados em consideração na hora de escolher quem prestará o serviço. Pergunte sobre como será o planejamento e desenvolvimento. Se informe também sobre redatores, linguagem de desenvolvimento, boas práticas de programação e se usará algum gestor de conteúdo para facilitar a administração.

Um site básico deve ter incluso pontos importantes como: página de localização, formulário de contato, um bom design e animações para melhorar a experiência do público que fará uso da plataforma. Mas, antes disso, há três itens fundamentais para construção de um site (que fará diferença no valor final): domínio, hospedagem e o desenvolvimento em si, listamos cada um abaixo. Abaixo eu explico melhor sobre cada um, inclusive citando sobre o impacto no valor.

Domínio x hospedagem x desenvolvimento

Se você tem dúvida sobre a diferença entre domínio e hospedagem, não se assuste! O servidor de hospedagem é o “espaço virtual” em que os conteúdos que compõem a página são armazenados.

Imagine que a internet é uma cidade e os sites são as casas. Você precisa comprar um lote (hospedagem) para construir a casa. E quando seleciona o local do seu imóvel, você preza pela segurança, escolhendo o bairro mais seguro possível, certo?! A analogia continua valendo. Recomendamos os serviços de hospedagem pagos, que dispõem de mais controle, disponibilidade e sobretudo segurança.

Agora que sua “casa” já tem um local na “cidade”, você precisa saber o endereço dela para convidar os parentes e amigos. O “endereço” é o domínio. Um exemplo de um domínio: naveganaweb.com.br.

Agora que sua “casa” (site) já tem lote (hospedagem) e endereço (domínio), é hora de contratar arquitetos e decoradores (desenvolvimento: web master + design). Assim como em uma casa você precisa escolher se você quer só uma casinha com um quarto ou uma mansão cheia de suítes, assim é um site. Pode ter desde uma home (página principal), quanto ter inúmeras páginas internas. Agora que você já sabe tudo sobre o tripé principal de desenvolvimento de um site profissional, podemos falar sobre valores.

Hospedagem e custos

Extremamente essencial, a hospedagem é um servidor que armazena todos os arquivos que compõe o seu site. Este tipo de serviço pode variar muito de preço e qualidade, além de também ser terceirizado pela maioria das empresas. Pense antes no fluxo de acesso que seu site vai receber diariamente. Caso seja muito alto, recomendo hospedagens com preço mais elevados, ou até mesmo servidores dedicados.

Hospedagens baratas costumam deixar o site lento, mais pesado e pode “cair” algumas vezes. Então, pense bem se você está realmente economizando.

Domínio e custos

O domínio serve para identificar sua empresa no mundo virtual, além de facilitar a memorização, pois sem um domínio teríamos que acessar sites por meio do endereço IP, compostos por uma sequência de números.

Normalmente, as empresas que desenvolvem websites terceirizam esse tipo de serviço. Então, fique atento e sempre peça os dados usados no cadastro do domínio.

O custo de um domínio varia entre 30 e 60 reais por ano. Diferente da hospedagem, esse serviço não varia de qualidade. Então, não precisa se preocupar: apenas escolha a URL ideal.

Desenvolvimento e custos

Preocupe-se em saber se o design do seu site será desenvolvido unicamente para você, ou se a empresa contratada trabalha com templates (modelos prontos). Sites assim costumam ter informações desnecessária, pesando todo o sistema.

Por essa razão, para informar quanto um site custa, se faz necessário uma boa conversa para conhecer o objetivo do cliente e calcular o número de horas e profissionais necessários. Por isso, lembre-se de detalhar, de forma clara e objetiva, a sua necessidade. Isso pode significar uma boa economia de recursos financeiros e de processamento.

Mais custos adicionais

Existem sites profissionais que necessitam de integrações com sistemas de terceiros, traduções, área privada para clientes, cobranças por assinaturas ou muitas páginas adicionais. Isso tudo pode comprometer o número de horas gastas no desenvolvimento de um projeto.

Menu
Abrir WhatsApp